segunda-feira, 6 de outubro de 2008

"FAZ DE CONTA"


Faz de conta que é setembro

que setembro sempre espera

pelo amor de que me lembro

se em setembro é primavera.


Faz de conta que é alvorada

com auroras sempre abertas

e que a minha alma fechada

transponha a aurora deserta.


Se meu deserto é sem água

sou meu setembro sem flor.

Flor que rego com a lágrima

dos meus espinhos de amor.


Só faz de conta que lembro

que teu coração me espera

regressar como o setembro

para a tua primavera...


Afonso Estebanez

Um comentário:

Fábio Aló disse...

Cada vez melhor amiga!!!
Muito bom!!!!
Beijossssssssssssssss

Blog Widget by LinkWithin