sábado, 10 de janeiro de 2009

"AMOR INTERROMPIDO"

Do amor nada me restou...
Nada mais que tuas lembranças
Espectros bailam na memória
Do amor fiquei sem esperanças

Coração estava em festa
Tudo era prazer e desejos
Agora nada mais me resta
Acabaram-se as carícias e os beijos

Daí veio a senhora dos malditos
Arrancando você de mim
Deixando sentimentos aflitos
Crucificando um amor sem fim

Antes deixasse ele à meu lado
Pra quê acabar assim com minha paixão?
Tu és fria, patética e gelada
transformou em nada meu coração.

Se o amor não tivesse invadido meu peito
Não estaria agora neste imenso vazio
Noites longas e frias em meu leito
Sem você meu mundo é sombrio.

Agora nada me resta fazer
Sofrimento e dor para sempre terei
Nada mais me dá prazer
Nada mais sou e nunca serei.

Serena.

"Este poema é a minha triste homenagem
à um jovem casal que teve sua paixão interrompida
por um brutal assassinato,

acabando com todos os sonhos e esperanças de uma vida feliz."

Rick descanse em paz!



Este e outros poemas de minha autoria,
você encontra aqui

32 comentários:

Gilbamar disse...

Embora seja melancólica em virtude da tragédia que gerou esse poema magnífico, é uma tocante homenagem ao amor infelizmente interrompido.

Pena que o viver humano tenha dessas coisas arrepiantes e primitivas.

Fraternal abraço do amigo Gilbamar.

Inspirações disse...

Estive aqui. Também lamento...

Um grande abraço,

http://inspiracoesmatinais.blogspot.com

susi disse...

Que lindo! lindo e triste. bj

susi disse...

Puxa que triste. Mas que haja consolo no teu coração. bj

UIFPW08 disse...

Serena nunca fim de agradecer a você, você é sempre gentil e natureza
e não sei como retribuir sua bondade, não bastasse toda a minha paesei e minhas imagens de lhe dizer obrigado.
Boa semana para você
um mundo de felicidade
Minha Serena.

UIFPW08 disse...

Muito lindo poema, brava Serena

tossan disse...

Apesar da triste música e homenagem é um belo poema com certeza! Mil amores são desfeitos assim no meu país, até quando?! Bj

Ana Martins disse...

Um amor interrompido é sempre muito triste, mas dessa forma trágica é completamente arrepiante.
Muito linda a sua homenagem, pena que seja por este motivo.

Beijinhos,
Ana Martins

Gaspar de Jesus disse...

Que LINDO Serena este seu Poema, embora triste e dedicado a alguém que perdeu o mque tinha de mais precioso.
Grande coração o seu minha amiga.
Beijinhos e votos de Bom Domingo.
G.J.

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDA SERENA, BELÍSSIMA HOMENAGEM A QUEM A MERECE... FICO TRISTE POR NÃO TEMOS A VIDA NAS MÃOS... E UM DIA PODE TRAZERNOS MUITOS DESGOSTOS... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Elma Carneiro disse...

Linda a homegagem num poema de grande expressão de dor.
Infelizmente temos que conviver com as perdas, afinal a morte faz parte da vida.
Obrigada por sua presença no Viart.
Bom final de semana.
Beijos

Nina Victor disse...

Belo poema para uma triste passagem... Coisas da vida que a gente gostaria que não acontecessem jamais...

O Profeta disse...

Um abrigo feito de pedras
Uma porta sem entrada
Uma janela fugida à luz
Aprisiona alma desencontrada

Um tecto feito de estrelas
A Lua brinca com fios de luz
Um cometa passou rasante
Um coração o outro seduz



Bom domingo


Mágico beijo

D.Ramírez disse...

Estivre sem net essa semana, e senti saudades de tudo isso aqui. Me ausentei tbm aproveitando e coincidindo uma viagem, volto e me deparo com tal poesia. Acho que a alma do poéta é transformar tudo e deixar lindo, mesmo com tragédias. Lamento imensamente pelo ocorrido, mas creio que ambos devem ter lido isso, ou pelo pensamento e com isso ela deva continuar sempre, poiis era oq ele queria ..
Você é arte, lindo demais essa "homenagem" até. Transformou uma perda e algo triste em um poema intenso e belo.
Besos

neide disse...

Amiga Serena,
Que belo poema e música, apesar de tão tristes.
Infelizmente esses acontecimentos já fazem parte do nosso dia-a-dia, queira Deus que essa triste realidade um dia seja invertida e possamos viver em paz.

Bjs e um ótimo domingo.

Suspiros do Silêncio disse...

Estou admirada. Transmitiu com tanta serenidade a dor de um amor que se foi. Vc tem muito talento. Parabéns.

Bjs.

Multiolhares disse...

Dificil comentar um poema, quando sabemos que é verdadeiro, e essa é uma perda que jamais passara,
beijinhos

Flor ♥ disse...

Oi, Serena... que lindo! Não só o poema, mas teu carinho com a Pri...

Beijos

Izinha disse...

Serena,

homenagem linda a um amor q nunca vai passar, mesmo não estando presente fisicamente.

bjos e uma semana maravilhosa prá vc...Izinha.

Georgia disse...

Ai, Serena que tristeza!

Já senti pela foto que algo assim poderia ter acontecido com alguém que vc conhecia.

beijo

Valter Montani disse...

Assim é a Poesia, mesmo da tristeza e dor brotam criações maravilhosas.
Parabéns pelo linda homenagem que prestou Serena, bjs e boa semana.

João Videira Santos disse...

O amor...sempre ele!

Ora abrindo chagas, ora perfumando a nossa existência...

Mesmo com as interrogações que por vezes oferece, vale a pena acolhê-lo no que temos de melhor...

Nilson Barcelli disse...

Muito triste, mas simultaneamente bonito.
E o seu gesto também é muito bonito.
Boa semana, beijos.

Vanessa disse...

Serena, tem um presentinho pra vc no Fio hoje.

Beijos

Betty Branco Martins disse...

.________querida Serena




sente-se tanta dor



que a ausência das palavras





.______dizem tudo______________...










um grande
beijO_____ternO
bSemana

Bill Stein Husenbar disse...

Palmas para uma bela homenagem. O amor jamais morrerá. A ausência fisica não significa o desaparecimento de algo precioso.

Palmas e silêncio.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Maldita Futebol Clube disse...

As vezes a vida nos prega peças...e você em sua suavidade sabe amenizar a dor das perdas e com sua alma grandiosa e serena... dar conforto a quem sente dor...que mágico...que lindo...quanto altruísmo!...beijinhos1

Emerson Souza disse...

Uma linda homenagem. Espero que a beleza do texto inspire boas reflexões.
Bjus.

Alma de Poeta disse...

Bonita homenagem, embora com a tristeza do acontecido.
Desconhecia este blog e vim ate aqui por um blog de uma amiga em comum, sorte a minha.
Deixo um beijo

Elcio Tuiribepi disse...

Que triste esas coisas Serena, mas infelizmente a vida tem dessas coisas, espero que as pessoas que viviam ao redor deles possam superar o acontecido...poema triste, mas bonito, feito por quem de certa forma sente a dor que nem é sua...um abraço na alma

Cris disse...

Oi, Serena,

Nada podemos fazer contra as fatalidades da vida, a não ser buscar forças nos amigos, nas artes, nas esperanças de continuar...

Beijo, querida

* Fada * disse...

*Que tristeza !!! *Meu Deus !!!

Blog Widget by LinkWithin