terça-feira, 14 de julho de 2009

"TERTÚLIA VIRTUAL - UM ANO- UM FIM"


Como o tema deste mês é LIVRE
e infelizmente é também a despedida da
Tertúlia, resolvi falar sobre
"DESPEDIDAS".


Bem pequenos aprendemos a nos despedir
de quem gostamos.
Acho que a primeira despedida que ficou na minha
memória, foi o da minha mãe no meu primeiro dia de aula



Foram dias terríveis até me acostumar com a separação...rs



Depois vem a despedida da infância



trazendo todos aqueles conflitos que todos nós já conhecemos.
E com a adolescência, chegam os primeiros amores e com eles
chegam também as desilusões, as intermináveis briguinhas,
acabando em despedidas destes mesmos
"amores"



Daí nos despedimos da adolescência e entramos na
fase adulta e com ela chegam as responsabilidades,
a busca incansável por um emprego..a faculdade,
muitas escolhas e pouquíssima experiência...rs



Depois vem aquela história de casamento,
e nos vemos obrigados a nos despedir da vida
de solteiro e das baladas com os amigos


E logo depois do casório,
acaba chegando o bebê pra animar
um pouco a festa...hehehe
e lá se vão as noites perfeitas de sono
(olha a despedida das noites calmas aí)



Depois a gurizada cresce e a gente se despede
dos dias de calmaria.
É criança correndo e gritando pela casa,
é mãe desesperada correndo atrás do filho pela rua,
é brinquedo espalhado pela casa e quando o "anjinho"
dorme, parece que estamos no paraíso...rs


E assim vamos vivendo, passando nossos dias
à nos preocupar com os nossos pequeninos.
Será que está agasalhado?
Será que levou a chave?
Será que está pegando chuva?
e não nos damos conta de que os nossos pequeninos,
já não são mais pequeninos e aprendemos a
nos despedir deles quando se casam.





E de despedidas em despedidas, vamos vivendo
e tirando da vida o que de melhor há.

E por falar em Despedidas, me lembro de um
poeminha pequenino, mas que acho muito bom.
O nome é lógico não poderia ser outro

E DEDICO À TERTÚLIA, QUE COM CERTEZA
DEIXARÁ MUITA SAUDADE.

"Despedidas"


Foi quando eu soube
que saudade
é a ausência
grávida de presença.

FABIO RENATO VILLELA .

Pegando carona no selinho comemorativo que
a Mirian R.M. Mondon fez para a Tertúlia,
aproveito para desejar um
Feliz Aniversário!
Este post faz parte da Tertúlia Virtual que é
idealizada pelo Jorge Pinheiro (Expresso da Linha) e
Eduardo P.L. ( Varal de Idéias).

43 comentários:

pin gente disse...

é verdade... tantas despedidas... ainda bem que se vão fazendo por fases, juntas era uma enome perda.
o poema que nos deixas é muito bonito, obrigada!
um abraço

Paula disse...

Olá Serena:)
Gostei muito do teu post e realmente é assim as despedidas das fases das nossas vidas.

Passa lá no blogue tenho o selo "Master Blog" para ti.

Beijos

Chica disse...

Maravilha de post.Nossa vida é cheia delas, as despedidas, que na maioria das vezes, nos deixam tristes.Um beijo e tudo de bom,chica

Simplesmente Amor disse...

A nossa vida é realmente repleta dedespedidas...Mas também de novas Chegadas...
Sua postagem ficou linda!

Deixo um beijo com muito carinho

* Fada * disse...

*Serenaaaaaaaaaaaa !!! *

*Como você está ?! Tudo bem ?!

*Querida Serena, ODEIO

despedidas !!! Elas me deprimem e

me fazem chorar muitoooooooo !!!

*Tô aqui imaginando qual poderá

ser a próxima brincadeira que o

querido amigo *Eduardo está

elaborando para nós !!!

(kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk).

*Serena, obrigada pelos teus

comentários lá no *Caderninho !!!

*Ótima quarta-feira !!! *

*Fiques com Deus.

*Beijossssssssssssssss.

P.S. - Eu gostava mais das outras

músicas que tocavam aqui no teu

blogue !!!

Sandra disse...

Pois é Serena!
Foi uma pena que tudo terminou. Era um momento mágico para todos nós.
Quantas pessoas, conhecmos através desse canal.
Mas tem os seus motivos e razões.
Infelizmente.

Amei o seu texto. Bem de acordo com tudo o que aconteceu.
Parabéns .
Sandra

Mylla Galvão disse...

Serena...
Acho que não passarei pela despedida da vida de solteira... É bom demais ficar solteira... é liberdade demais... Uma liberdade controlada, pq eu tenho namorado... Mas mesmo assim bom...
Que pena q acabou né?
Olha estou no Lua Imaginada... No Ideias tem tb um desabafo...

bjs

Nanda Botelho disse...

Muito boa! Gostei do poema! E da menção às despedidas da vida, parece que treinamos tanto , mas mesmo assim não nos acostumamos!

Não consegui me inscrever, mas estou participando!

Bjs!

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Despedidas são sempre traumáticas, ainda me sinto órfã da Tertúlia, porém não de blogs como o seu que nos ajudam a esquecer a tristeza.
Voltarei sempre.
Bjão

Conceição Duarte disse...

QUe lindo seu post, eu amei demais!

Muito legal, mas estamos todos juntos e isso é o que importa, nova fase virá... Um beijo e obrigada por seu carinho no meu blog,
CON
ON
N

Maria Augusta disse...

Muito interessante e criativo este modo como você tratou o tema da despedida, tão apropriado para este momento de fim da Tertúlia Virtual. Cada despedida é dolorida, mas faz parte do crescimento, né?
Um grande abraço.

Rosana Ibanez disse...

Oi Serena! Adorei o texto e é exatamente assim a vida da gente mesmo. Tudo vem e vai embora como num passo de mágica e quando percebemos só fica a saudade. Por isso acho que devemos curtir cada minuto como se fosse o último e curtir as pessoas que estão ao nosso redor. Ninguém nunca sabe o dia de amanhã...
Adorei
Beijos

Gaspar de Jesus disse...

Olá SERENA
Que bom que está por cá, é com enorme prazer que recebo uma Poetiza como você neste cantinho de afectos.
Adorei a sua contribuição para esta colectiva.
De facto temos várias despedidas ao longo da nossa vida a que normalmente se segue a SAUDADE, e saudade é ruím minha amiga, ó se é...!
Beijinhos
G.J.

BANDEIRAS disse...

Preciso trabalhar esse sentimento de perda em mim, relaciono sempre despedidas com perdas, e ai eu sofro.

Belo texto,
grande abraço.

neide disse...

Serena querida

A vida é realmente cheia de chegadas e despedidas, mas essas etapas são primordias para nosso crescimento... é um circulo vicioso, não é mesmo?

Bjss

Compondo o olhar ... disse...

a vida é assim, encontros e despedidas... infelizmente esta é a última das tertulias... mas não vamos nos despedir dela, e sim dizer um até logo...

bjocas mil

tbm participo...

entremares disse...

Serena...
Despedidas?

Se houve uma coisa boa na tertulia ( e não foi só uma, foram muitas ) foi o facto que muitas pessoas que não se conheciam se passaram a ler, a trocar ideias, opiniões, até sonhos.

E isso não acaba.
NÓS SOMOS A TERTÚLIA.

Era a mensagem que eu gostaria de passar a todos os nossoa amigos...

Cadinho RoCo disse...

Legla esta iniciatova da Tertúlia Virtual.
Cadinho RoCo

Mari Amorim disse...

Olá td bem?!
Vim através da Tertulia Virtual e adorei o que encontrei aqui.Parabéns!
gosto de participar dessas iniciativas,pela oportunidade de compartilharmos de novas ideias e amizade,
Boas energias
Mari

A. João Soares disse...

VAMOS LIMPAR PORTUGAL

Sugere-se uma visita ao blog Sempre Jovens, a leitura do post Vamos limpar Portugal e a sua divulgação o mais alargada possível.

Portugal precisa que todos os cidadãos exerçam o seu dever de cidadania e de civismo, sempre e mais precisamente em 8 de Novembro.

Cumprimentos
João Soares

Nely disse...

Amei.
Um belo retrato do caminho da vida.
Ficam os afectos que nos ligam á vida de tudo...também da Tertúlia!
Mas porque a Tertúlia somos todos nós, nos encontraremos por aqui.
Parabéns!
Beijo com perfume de Rosa (mesmo) caída e ...Arrepio na pele.

expressodalinha disse...

e NÃO FALOU DO DIVÓRCIO, NEM DA MORTE. sÓ FALOU DAS BOASA DESPEDIDAS. bEIJOS E OBRIGADO.

Eduardo P.L disse...

Serena,

deixei meu comentário para hoje, passada toda a correria que foi ontem! Sua postagem didaticamente conta todas as boas passagens da vida. E contrariando o parceiro Jorge, de morte chega os nossos posts!
Muito obrigado pela brilhante participação!

Bjs

chicoelho disse...

Olá Serena

Toda despedida para mim é triste mas a vida tem que continuar.

bjs

Teresa disse...

Obrigada pela sua visita.
Gostei muito do seu post, também. As despedidas fazem parte da vida,não é?
Também gostei muito do poema, não conhecia.
Posso levá-lo comigo?
Bjs

Eduardo Santos disse...

Olá Serena. Como seu nome indica, até nas despedidas é serena. As despedidas da vida nem sempre são dolorosas, algumas até são gostosas... não é o caso da Tertúlia. Mas esperemos que findas as tertúlias permaneçam as amizades criadas, mesmo que virtuais, e que permitam uma troca de ideias sempre útil para todos. Para mim foi um prazer e continuarei a visitar os/as amigos com quem tive o gosto de contactar. Gostei da "sua despedida". Bjs.

Mírian Mondon disse...

Oi Serena,
Tive problemas com a net ontem, mas aqui estou para honrar sua participacáo e confesso que valeu a pena...

Seu post esta maravilhoso, cheio de doçura. Vai-se a Tertulia ficam as amizades!

Beijos e passe para um café!

lili laranjo disse...

SERENa FLOR

A Poesia e a Amizade de mãos dadas fazem MAGIA...


Um beijo grande e recolha o meu selo

Sandra disse...

Bom dia minha fofa.
Passe em meus blogs.
Tem um carinho para vc.
Sandra

Ana Cristina disse...

Oi acho que agora sei usar o blog

Ava disse...

Querida, por aqui mais bonito ainda!

A ternura em suas palavras encanta...

E falar sobre despedidas ficaram com gosto de saudade, depois de ler tudo aqui...rs


Beijos!

lili laranjo disse...

Vim desejar bom fim de semana e convidar a buscar o selo que tenho para oferecer.

++++++++++

Sol bonito


Sol
Muito sol…
Calor
Muito calor…
E tranquilamente
Com passos curtos
Muito curtos…
Avanço devagarinho
E entro na água
Água do mar…

Mar quente e belo
Mar que atira…

Com fúria
A água
Para o meu corpo…

E dentro da água
Sinto o bater das ondas
E tranquilamente…

Deixo-me acarinhar
E deixo-me embalar
Pela suavidade
Do mar…

Lili laranjo

Nayla disse...

Olá Serea eu queria te oferecer meu link e meu award tá ? Bjs

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Muito coisa na nossa vida é despedida. mesmo triste mais necessárias muitas vezes.
Passando para desejar um lindo final de semana
Abraços

Léo disse...

Eu penso que depois dos 30 nós nascemos de novo.

Aproveite você também e fuja do habitual mulher... Enquanto ainda tem vida e vigor...

Despeça-se das amarras sociais... vá viver uma aventura paralela.

Beijos conterrânea.

Susi A filha do Rei disse...

Fábio Renato expressou categÓricamente a DESPEDIDA.
coisas boas como o Tertúlia, não deviam acabar, já estou me sentindo grávida de saudade. bj

Rabiscando disse...

São as fases da vida e cada uma com seu encanto.
Ótimo fds prá vc.

beijos!

ciganinha, uma alma sonhadora disse...

ola amiga.
Assim como a noite cai
as estrelas sussurram Boa Noite.
A Lua fecha seus olhos,
e irá dormir até o amanhecer.

Uma estrela cadente está passando
amável e livre.

Sinta a paz da noite,
descanse seu corpo, sua alma,
e tenha lindos sonhos.

njuus

Vou de coletivo! disse...

Olá!
Aqui quem fala é o Murilo, dos blogs Palavras de Osho e Os nascimentos das palavras.
Assim como você e dezenas e dezenas de outros amigos blogueiros, eu participava das blogagens coletivas do Tertúlia Virtual, belíssimo projeto de promoção de blogagens coletivas que infelizmente chegou ao fim em julho de 2009.
Para mim, a inicitativa do Tertúlia foi responsável pela realização de muitas das melhores blogagens coletivas da blogosfera em língua portuguesa.
A idéia de a cada mês reunir blogueiros em torno de um tema foi tão bem-sucedida que não podemos deixá-la morrer.
Para colaborar, lancei o Vou de coletivo!
Todo dia primeiro do mês será proposto um tema para ser abordado por blogueiros por meio de textos, imagens, vídeos e o que mais a criatividade permitir.
Assim que o tema do mês é apresentado, é aberta uma lista de inscrições. Basta você inscrever sua postagem que automaticamente será inserido um link para ela na relação de participantes. As inscrições ficam abertas o mês todo.
E você, gostou da idéia? Espero que sim!
Então não vamos perder o embalo. Logo sai o primeiro coletivo de 2009! Clique aqui e acesse o Vou de coletivo!
Abração!

elvira carvalho disse...

Tenho pena de só ter conhecido a Tertúlia Virtual depois que ela acabou. Porque a julgar pelos vários postes que li sobre o seu encerramento, devia ser muito interessante.
Uma abraço e bom Domingo

Léo Metallica disse...

Oi Serena.

Peço que confira o meu novo blog, pois roubaram a conta do meu antigo.

http://brainstorm-ride.blogspot.com/

Obrigado.

neide disse...

Querida Serena

Tem selo pros amigos do lado direito do meu blog, ok?

Boa semana.

Bjssss

AC Rangel disse...

Um verdadeiro tratado sobre a despedida. Algumas despedidas são absolutamente normais, fazerm parte da vida e representam o fim de uma etapa para início natural de outra. Outras despedidas são, normalmente, doloridas. Mas quem não teve, um dia, que enfrentar uma despedida.
Serena, o texto é ótimo.
Beijos

Blog Widget by LinkWithin