segunda-feira, 8 de setembro de 2008

MULHERES


São as coisas do destino,
Geralmente feminino,
Que bolem com minha calma,
Que roubam a minha alma.
Algumas delas são fadas,
Outras, bruxas disfarçadas,
Cúmplices que são de cupido,
Põem meu coração ferido.
São mulheres de poesias,
Muitas de fantasias,
Algumas são de areias,
Mas muitas são sereias.
São de meu imaginário,
Algumas são meu calvário,
Outras são meu rosário,
Todas são meu itinerário.
Sem elas não sou ninguém,
Sou mendigo sem vintém,
Nada que não contem,
Por elas eu digo amém!
Santaroza

Um comentário:

Anastácio Soberbo disse...

Parabéns pelo Blogue.
É muito bonito, gosto do que leio e vejo.
Um abraço desde Portugal

Blog Widget by LinkWithin