quarta-feira, 29 de outubro de 2008

"CANÇÃO DA PELE"


EU? EU SOU AQUELE QUE ACORDA COM OS PÁSSAROS,
E PÕE O PÉ NA GRAMA VERDE E ÚMIDA,
AINDA MOLHADA PELO ORVALHO DA NOITE,
ENQUANTO A VIDA ESCREVE EM MINHA PELE, UMA CANÇÃO.
SOU UM TEMPO QUE NÃO TEM TEMPO,
POIS ESQUECI O PASSADO E DESAPRENDI O FUTURO.
ESTOU E SOU A TODO O MOMENTO, FOLHA QUE VOA NO VENTO,
NUMA TARDE CINZA E FRIA DE OUTONO, RELUZINDO EM SI, AINDA,
OS ÚLTIMOS RAIOS DE SOL NO CAIR DA TARDE,
QUE ATRASOU SUA IDA PARA ILUMINAR MEU CAMINHO.
AMANHÃ..., O QUE SEREI?
SE NÃO FOLHA, COM CERTEZA, A PAGINA DE UM LIVRO DE POESIAS,
QUE SE PERDEU DO PRÓPRIO CORPO ENCAPADO,
EM BUSCA DO MESMO, OU QUEM SABE,
OUTRO..., AMOR.

JÚLIO CESAR FIALHO PIRES

Um comentário:

Priscila Lisboa disse...

Ai...Ai...
Vê se não dá pra virar fã,tietar o poeta...rsrsrsrsrs...P-E-R-F-E-I-T-O...

Beijão Fada Flor,teu canto é um mimo... =)

Blog Widget by LinkWithin